Gostaríamos de agradecer às nossas tracinhas adotantes! Já temos 2 alunos adotados aqui no Bibliopreta! De presente, fizemos um apanhadão de artigos, textos, links e reportagens no mês da mulher sobre encarceramento e questões de Gênero e resolvemos compartilhar com todos vocês!

Já deu uma olhada nas aba de textos da Pastoral Carcerária? Tem uma seção inteira dedicada ao tema do encarceramento feminino, confira.

Conhecem a ONG Mulheres sem Prisão? Confira aqui!

“Prender, julgar e condenar mulheres sem levar em consideração possíveis medidas alternativas. É assim que opera, hoje, o Poder Judiciário brasileiro. Pior: todas as pesquisas sobre o tema, nacionais e estaduais, revelam como esse encarceramento é seletivo.

Como não dizer que o Judiciário brasileiro reproduz uma lógica excludente olhando os dados ao lado? Como não considerá-lo normatizador se, havendo medidas alternativas, elas não são aplicadas?

Ao encarcerar mulheres, o sistema de justiça opera de forma moral, tomando por modelo uma forma supostamente “correta” ou “desejável” de ser mulher – pura, dócil, afável, fiel – e penalizando aquelas que não se encaixam nessa norma.

Discutir e mudar a realidade é uma questão de direitos que não pode ser ignorada pela sociedade brasileira, principalmente quando o país já possui a quinta maior população feminina encarcerada do mundo, e ela cresce vertiginosamente. Só há um caminho: desencarcerar. Não se trata de “fazer menos justiça”. Na verdade, trata-se de promover um cenário de mais justiça.

Conheça melhor quem são as mulheres encarceradas e saiba mais, a partir dos dados, sobre como o Judiciário prende.”

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 2 =